Comunicar como deve ser

O currículo continua a ser o centro das nossas atenções e motivo de grande azáfama.
Uma aluna do 10º ano de escolaridade teve apoio escolar durante o primeiro período e, na disciplina de Português, redigiu vários textos, sendo de salientar o Passatempo do povo, a propósito do cartoon de Norman Rockwell, que a seguir apresentamos.
Cartoon com várias pessoas a comunicar entre si numa cadeia de mensagens que chegam ao primeiro emissor como uma ofensa à sua pessoa.

Passatempo do povo

Independentemente da hora, do dia, do mês ou do ano, uma das únicas coisas que alimentam as conversas são, de facto, as bisbilhotices.
Um segredo nunca é um segredo. As pessoas sentem a necessidade de partilhar. Sentem a necessidade de inventar e, muitas vezes, opinar sobre o assunto.
O que passa de boca em boca é sempre alterado. Cada um tem a sua versão. Acrescentam-se sempre detalhes ao cenário. Parece que há prazer em inventar sobre a vida dos outros e, raramente, o que é dito corresponde à verdade.
Basicamente, é o que este cartoon descreve. Representa as várias alterações que o segredo vai tendo, até se transformar num boato.
Assim que o sujeito inicial é confrontado, a mentira que lhe é dita é de tal forma obscena que uma pessoa acaba por ficar chocada.
Em todas as coscuvilhices há apenas uma ponta de veracidade, pois o resto é tudo treta.

A mesma aluna recebeu dos seus colegas e da sua professora de Espanhol um vídeo onde todos se apresentaram em castelhano. Além disso, ainda foram explicados alguns conteúdos letivos da disciplina para que se tornasse mais fácil a sua aprendizagem.

A aluna observa com atenção o vídeo onde uma das suas colegas se apresenta.

Entretanto, como o Natal está mesmo a bater à porta, revelamos um pouco dos presentes que estamos a fazer para oferecer aos vários departamentos.

As mãos de uma aluna a moldar uma massa branca.

A mão de aluna a pintar uma bola pequena branca.

Um conjunto de latas redondas pequenas, uma fita branca de trapilho e duas figuras dentro de uma das caixas. Alguém descobre o que estamos a fazer? Em janeiro iremos revelar o trabalho completo.
Desejamos a todos festas felizes. Esta é a nossa árvore de Natal.

Troncos de uma árvore verdadeira e bolas vermelhas em alguns dos ramos.

Comunicando de várias formas!

Projeto TeleAula

Explorando o tema anual, os nossos alunos e os alunos da Escola do HSM descobriram as línguas mais faladas no mundo.

Foi com agrado que perceberam que a nossa língua está muito representada no mundo.

Alunos identificam regiões no mapa-mundi com marcadores coloridos Alunos identificam regiões no mapa-mundi com marcadores coloridos

Com os alunos da EBI da Bobadela navegámos pelo mundo musical, outra forma de comunicação, através da construção de instrumentos.

Criação de instrumentos musicais com cápsulas de café Instrumentos musicais a partir de cápsulas de café Criação de instrumentos musicais com tubos plásticos Alunos constroem instrumentos musicais Criação de instrumentos musicais com tubos plásticos e balão Aluna experimenta instrumento musical

Projeto Mitologia

Iniciámos,  neste ano letivo, o Projeto Mitologia  com a apresentação dos doze principais deuses do Olimpo. Conhecemos as suas qualidades e defeitos que nos aguçaram a curiosidade sobre as histórias que iremos conhecer ao longo do ano.

Alunos atentos aos dinamizadores do projecto Mitologia

Viagens pelo mundo

Na escola do Departamento de Pediatria do HSM, tivemos uma sessão com a Sandra do Pavilhão do Conhecimento para falar de aviões e do que lhes permite voar. Fizemos algumas experiências e construímos um “mosquito” com todas essas características especiais!

Mesa com aviões e Sandra no monitor do computador com um avião

Alunos ajudam-se mutuamente a construir aviões

Alunos constroem aviões com educadora

Mesa com aviões tipo Mosquito

Alunos experimentam os aviões

Também estivemos em TeleAula com a Escola do IPO a viajar pelo mundo… Percorremos os países onde a língua oficial é o mandarim, o inglês, o castelhano, o árabe e o português, que são as línguas mais faladas pelo mundo. Foi uma manhã cheia de curiosidades e novidades!

Aluna trabalha sobre o mapa-mundi

Aluna trabalha sobre o mapa-mundi em TeleAula com o IPO

Aluna trabalha sobre o mapa-mundi em TeleAula com o IPO

Aluna trabalha sobre o mapa-mundi

O professor Paulo trouxe-nos mais uma sessão de robótica… Ensinámos o nosso amigo robot a “ver”, a “sentir”, a desviar-se de obstáculos e a reconhecer cores. Foi uma tarde espetacular!

Professor Paulo explica funcionamento dos sensores do robot a aluna

Aluna programa o robot

Aluna programa robot

Novembro Mágico

Festarola Halloween

Tem sido muito o envolvimento a nível curricular, por isso a chegada do Halloween constituiu um pretexto para todos desanuviarmos um pouco…

Iniciámos a  comemoração do dia decorando a sala e a mesa de “gostosuras”.

Seguiu-se a realização de uma sessão de origamis, dinamizada pelas nossas colegas educadoras, onde foi possível, efetuando as dobragens corretas obter abóboras encantadas e morcegos voadores.

        

Por fim, chegou o desfile das “gostosuras” para delicia dos presentes. Ele foram dedos, múmias, fantasmas, caixões, tangerinas diabólicas, teias de aranha e outros seres fantásticos.


Ninguém fez dieta neste dia e todos se divertiram muito!


Até para o ano com mais gostosuras e travessuras!

Arca dos Contos

No âmbito das atividades previstas realizar no projeto Comunicar é preciso, temos vindo a utilizar várias estratégias de escrita criativa, uma das quais apresentamos aqui no blogue, a Arca dos Contos .

Daqui resultaram textos para publicar no site textos com 77 palavras e outras histórias.                                                                                                                                    Aqui ficam alguns exemplos:

 

 

Comunicar através dos alimentos

Visão superior de alguns alimentos da degustação.

Conhecer alimentos diferentes do nosso quotidiano e falar de alimentação saudável foram os motes para nos lançarmos numa atividade de degustação que deixou no ar boas energias e uns cheiros maravilhosos.

Millet, quinoa, coco e seus derivados, frutos vermelhos, bebida de amêndoa, tâmaras, romã, maracujá, chocolate foram alguns dos alimentos que pudemos sentir, cheirar e provar. A propósito destes alimentos, viajámos pelos seus países de origem e soubemos informações sobre as propriedades de cada um deles.

Em seguida, ouvimos a história O lanche do senhor verde, de Javier Sáez Castán, da editora Orfeu Mini, que aborda o tema da monotonia versus diversidade através de um jogo de cores que nos transportou para um mundo mágico e surrealista.

Fizemos um jogo de adivinhas e de olhar à procura de objetos que aparecem na história e que se encontravam replicados e espalhados pela sala de aula. Seguiu-se um lanche com tostas e compotas de várias cores recheado de conversas acerca dos alimentos de que mais gostamos e aqueles de que não gostamos.

O livro "O lanche do Sr. Verde" em cima de uma secretária.

O livro aberto nas páginas onde aparece um pátio ao ar livre com uma mesa de lanche e com as mais variadas cores.

Um frasco com millet e com uma descrição das propriedades deste alimento numa rodela feita de papel. papel

Visão superior de alguns alimentos da degustação.

Um frasco com açúcar de coco e uma romã com a legenda acerca das características deste fruto.

Algumas das adivinhas escritas em papel de cartolina de várias cores.

Lamentamos a ausência de fotografias que pudessem documentar os vários momentos pelos quais passámos, mas havia apenas uma professora para alimentar os alunos sequiosos de nova experiências.

Navegando por outubro

Exposição “Desenhar Contigo na Pediatria”

No passado dia 24 de outubro foi inaugurada a exposição Desenhar contigo na pediatria, no átrio da estação de metro da Praça de Espanha. Esta exposição conta com desenhos originais de crianças que se encontram em tratamento no IPOLFG. Estes desenhos foram realizados por alguns dos nossos alunos, no âmbito do atelier orientado por Teresa Ruivo com o apoio dos Urban Sketchers.

Cartazes da exposição na estação de metro

Alunos e professoras junto à exposição

Alunos, professoras e mães junto à exposição

Professoras e profissionais do IPO com mascotes do metro

TeleAula “Língua Portuguesa no Mundo”

No dia 26 de outubro, no âmbito do Projeto TeleAula com os alunos da Escola do HSM, foi possível explorar o mapa mundo e descobrir os países onde se fala a língua portuguesa.

E para relembrar a ortografia e algumas regras desta língua tão rica, os alunos jogaram o jogo Acorda para o acordo! Este jogo possibilitou trabalhar algumas competências essenciais na vida escolar dos nossos alunos.

Teleaula por telemóvel

Mapa mundo com bandeiras

Alunos do IPO em TeleAula

Halloween

E para acabar o mês em festa, no Serviço de Pediatria comemorou-se o Halloween em grande folia!!

Mesa com cobertura laranja, morcegos e chapéus de bruxa

Professoras do IPO e outros profissionais com coroas de Halloween

Comunicação e Ciência

A escola do Departamento de Pediatria do Hospital de Santa Maria teve a primeira visita, deste ano letivo, do professor Paulo Torcato. Programámos os robots, ensinámo-los a fazer um quadrado, a desenhar o número 2 e a desviar-se de obstáculos. Também tivemos a surpresa de experimentar a realidade aumentada a partir do telemóvel.

Alunos a utilizar robots e tablet com a professora Sara e o prof Paulo Torcato

Alunos com robot e tablet

Alunos com robots e tablets

Telemóveis com aplicação de realidade aumentada

A nossa primeira TeleAula com a escola do IPO foi sobre a Língua Portuguesa no Mundo. Ficámos a saber que somos cerca de 280 milhões de falantes em todo o mundo e assinalámos no planisfério os países de língua oficial portuguesa. Depois jogámos ao jogo Acorda para o acordo onde recordámos as regras do acordo ortográfico.

Aluna com mapa mundo - TeleAula com IPO

Aluna com mapa mundo - TeleAula com IPO

Aluna a jogar Acorda para o acordo

Com a Sandra do Pavilhão do Conhecimento fizemos uma videoconferência em que estudámos a ciência que está por trás das catapultas, a influência do centro de massa e experimentámos vários materiais em construções à prova de terramotos! Foi uma tarde beeeemmmmmm divertida e interessante.

Sandra em videoconferência com alunos e professora Sara

Professora Sara e alunos com catapulta

Alunos com catapultas artesanais

Jogo físico Angry birds

A Sandra e a Ana também nos trouxeram do Pavilhão do Conhecimento uma mão cheia de experiências. Viajámos com a matemática, a física e a química. A estrela da tarde foi o gelo seco e a reação que ele provocou.

Alunos, professoras e educadoras com visitantes do Pavilhão do conhecimento

Técnicas do Pavilhão do Conhecimento, aluno e prof Diana - passar por dentro de uma folha

Alunos realizam experiência

Experiência com latas de refrigerante

Experiência com latas de refrigerante

Experiência - encher um balão no gargalo de uma garrafa

Experiência com gelo seco

COMUNICANDO PELO MUNDO …

À Boleia do Cavaleiro da Dinamarca

A partir da leitura do livro O Cavaleiro da Dinamarca, da escritora Sofia de Mello Breyner, conseguimos comunicar com outros lugares, culturas, línguas, envolvemo-nos na bela história de amor de Vanina e Guidobaldo e concluímos como são importantes a família, os amigos e as nossas origens.

Alunos organizam sequência de imagens

Colagem de sequência de imagens na parede

Dessa exploração resultaram, entre outras atividades, a elaboração pelos alunos de um roteiro descritivo da viagem de tão destemido cavaleiro.

Sequência de imagens com lugares e paisagens do Cavaleiro da Dinamarca

Sodade de Nha Terra

Inspirados pela viagem do Cavaleiro, viajámos pelas nossas origens; regressámos ao local que nos viu nascer, à família, às nossas ‘raízes’, dando origem a textos originais e outros trabalhos como acrósticos com o nome das nossas terras, que revelam claramente a ‘sodade de nha terra’!

Aqui fica apenas uma amostra do trabalho realizado!

Acrósticos (Angola, Beja, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe)

 

O outono chegou mesmo

Quando todos julgávamos que o verão ficaria para sempre, eis que de mansinho o outono se foi instalando.

Assinalámos por isso a data da sua entrada realizando alguns trabalhos sobre esta estação.

Acróstico sobre o Outono Acróstico sobre o OutonoFolha de plátano com poema escrito em volta

 

 

 

 

 

 

Já viram como a nossa porta ficou tão catita?!

Porta da escola com poemas e folhas de plátano

A nossa História e outras histórias

Comemorámos o Dia Mundial do Animal com a leitura do livro de Jimmy Liao, O peixe que sorria.

Esta obra apresenta, além das maravilhosas ilustrações do autor, a história de um homem que passava todos os dias à frente de uma loja de animais de estimação e, sempre que olhava para a montra (um enorme aquário repleto de peixes para venda), havia um que lhe sorria. Um dia decide comprá-lo e levá-lo para casa…

Mergulhamos assim numa aventura por um mundo azul repleto de valores como a amizade, a liberdade e, sobretudo, o respeito pelos outros seres que connosco coabitam.

Ao longo da semana, pintámos um oceano para receber vários peixes que elaborámos com o recurso a pastel e a aguarela.
Deixámos os nossos desejos para os animais de que mais gostamos:

…que o cavalo possa sempre correr.
…que o lobo tenha sempre carinho, proteção e solidariedade por parte dos humanos.
…que todos respeitem o cão.
…que o panda seja livre, porque todos temos o direito de ser livres. Não gosto de saber que utilizam a beleza deste e de outros animais para divertimento dos humanos como nos jardins zoológicos e nos circos.
…que o meu cão tenha uma bola.
…que as pessoas deixem de atirar paus aos gatos.
…que o cão seja sempre bem tratado.

Esponja, prato com tinta azul e parte do mar pintado sobre papel de cenário.
O início do mar
Capa do livro O Peixe que Sorria com homem num barco a lançar um peixe ao mar
A leitura desse dia
Mão de aluna a deitar areia sobre papel de cenário com cola
O fundo do mar
A professora conta a história e mostra o livro aos alunos
Conta-se a história e trocam-se ideias
Dois alunos desenham peixes em papel para aguarela
Pintam-se os peixes
Papel de cenário azul com peixes pintados pelos alunos
O mar quase feito

Para celebrar os 108 anos da implantação da República Portuguesa, foram narrados aos alunos, sob a forma de uma pequena história, os acontecimentos que originaram este golpe de estado.

Falou-se, ainda, do significado das cores e dos elementos que compõem a nossa bandeira, assim como dos últimos reis de Portugal como D. Carlos, D. Manuel II e Rainha Dona Amélia.

O professor conta a história do 5 de Outubro aos alunos
A história de um golpe de estado
A bandeira de Portugal afixada no jornal de parede e o título Implantação da República, 108 anos.
Pormenor do jornal de parede

Um novo ano!!!

A Escola como fundamento do conhecimento

No início deste ano letivo conhecemos muitas caras novas! É sempre bom saber que a escola tem um papel importante e que, apesar de um contexto difícil, a escola consegue mobilizar as crianças e as famílias num sentido de vida positivo.

Uma das primeiras atividades que realizámos foi proposta pela escola de um dos nossos alunos. 

Pedra pintada de vermelho com toques de amarelo e verde

Entendendo a Escola como a pedra basilar do conhecimento, pintámos uma pedra como símbolo do que a Escola e o conhecimento representam no nosso quotidiano. 

A implantação da República

No âmbito da comemoração da implantação da República e considerando que temos muitos alunos que, por motivos de saúde, chegaram há pouco tempo a Portugal, realizámos diferentes atividades para dar a conhecer um pouco da nossa história recente e dos símbolos que representam a nossa Pátria.

Aluno escolhe lápis de cor para pintar bandeira portuguesa Aluno pinta a bandeira portuguesa Página com bandeira portuguesa e poema