O amor anda por Alcoitão

Literalmente, o amor anda por Alcoitão. São as palavras, as cores, os desenhos, as intenções, os cheiros a alfazema a lembrar os namorados.
No jornal de parede, colocámos uma cesta com ramos da nossa alfazema nascida e criada na escola. Quem quiser, pode tirar um ramo e levar para oferecer a si mesmo ou a alguém querido.

A propósito da poesia concreta, dos poemas visuais, de signo linguístico, significado e significante, trabalhámos o poema de Décio Pignatari.

Antes de te conhecer, estava perdido numa floresta sombria.
Quando te conheci, as folhas ficaram mais verdes. As flores nasceram e um sol brilhante apareceu. Ajudaste-me a encontrar um caminho, uma saída deste passado obscuro. A minha floresta transformou-se num jardim onde viverei o resto da minha vida. Assim, um eu transformou-se em nós.

 António Fonseca

A Bruna Pitau fez uma réplica da pintura de Mikel Urmeneta que fala do amor no espaço. O amor é um sentimento universal que gostaríamos que fosse ainda mais universal. 
Após termos estudado o texto poético, a aluna elaborou um poema sobre o sentimento “amor” com base em técnicas que lhe foram fornecidas.

Amar,
É um sentimento que não se vê,
Mas que se sente.
Amar é como um bolo de chocolate,
É doce e especial.

Quando se ama
É como se o mundo fosse mais belo,
Se tornasse mais colorido.

É tão bom quando amamos,
Nunca nos sentimos sós.
Estamos com a pessoa que amamos.
E sentimo-nos especiais.

Fizemos selos subordinados ao tema para enfeitar os nossos trabalhos.

O ABC das frases que quero dizer ao meu amor

Amar-te assim perdidamente!
Bebi dos teus olhos a música do meu amor.
Corro atrás de um grande amor que és tu!
Dás-me todo o carinho que eu preciso.
Enlouqueço de amor por ti!
Fico a imaginar o meu futuro ao teu lado.
Gosto dos teus olhos.
Há uma arma secreta que se chama Amor.
Imagino-me ao teu lado.
Já pensei na vida sem ti, mas não é a mesma coisa.
Lembro-me de ti em todos os momentos.
Mando-te SMS durante todo o dia.
Namoro já faz parte da minha vida.
Omeu coração será sempre teu!
Por ti, vou à procura das estrelas!
Qualquer dia, caso-me contigo.
Rir à gargalhada, só mesmo quando estou perto de ti.
Sem ti a vida não tinha valor!
Tremo de medo de te perder.
Uso o telemóvel para trocar palavras de amor contigo.
Varres-me a alma de bons sentimentos!
Xarope tomo, quando estou doente por não estares comigo.
Zango-me quando não me ligas.

Bruna Pitau 
A malta do Alcoitão oferece um abraço a todos os colegas e professores dos hospitais.
Queremos mostrar ainda o nosso trabalho no projeto eTwinning – “Let’s Animate!”. Em breve, vão surgir mais personagens. Deem um salto ao nosso facebook!

4 comentários em “O amor anda por Alcoitão”

  1. A pintura de Mikel Urmeneta (que não conhecia, obrigado!) fez-me lembrar o Aniversário de Marc Chagall, um dos artistas que mais apaixonados terá pintado.
    A interpretação da Bruna está magnífica.
    Entretanto, os poemas do António e da Bruna, pelas imagens a que recorrem e pelos sentimentos que evocam não são menos pictóricos do que as pinturas.
    Muitos parabéns aos artesãos da palavra e do pigmento.

  2. E quando o Amor anda no ar, surgem trabalhos magníficos como estes. Tão bonito!!! Gostei imenso.
    A cesta com alfazema está linda e os poemas do António e da Bruna estão muito bons.
    Também não conhecia a pintura de Mikel Urmeneta e a versão da Bruna está excelente.

    E quando o Amor anda no ar
    Vagueando com direção
    Quase poderemos pensar, que nasceu num poema
    Da Escola de Alcoitão

  3. Uau!! É só amor aí para esses lados!
    Está tudo muito romântico 🙂
    Quanto às personagens do "Let's animate!" sou suspeita… gosto de todas!
    Vocês são mesmo criativos!… Deve ser influencias do romantismo que vos rodeia 🙂
    Continuação de Bons Trabalhos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *