Projeto eTwinning – Communiquer avec des cartes postales/Communicate with postcards – ponto de situação

O mês de abril no calendário que veio da Grécia
Chegados ao 3º período escolar e ao final do mês de abril, olhamos para o ano letivo corrente e vemos que temos muito material para partilhar convosco resultante das produções e trocas com os nossos parceiros no âmbito do projeto eTwinning “Communiquer avec des cartes postales/Communicate with postcards”.

Logotipo do projeto eTwinning

A correspondência trocada compreendeu a produção escrita, com lugar a textos mais pessoais ou coletivos, a produção plástica e a troca de material autêntico revelador das culturas e do dia a dia escolar/local, em muitas ocasiões celebrando datas significativas como o Natal, o Carnaval e a Páscoa.

Vejam alguns registos do material que fomos recolhendo e produzindo:

Escrita de um dos postais para a Finlândia, pela aluna V.
Um mimo para a França, pela aluna L.
Aguarela para a Grécia, pela aluna V.
Um mimo para a Espanha, inspirado em Picasso, pela aluna Vv.

Não há motivo para se ficar de olhos em bico!
Uma publicação local prestes a seguir para a Roménia
Os nossos origami alinhados para serem
enviados aos respetivos países
Houve quem fizesse um auto-retrato
Publicações da nossa freguesia

 Recebemos até ao momento muitos mimos e muito material reutilizável.

Os nossos parceiros da Finlândia indicaram que estudam aqui.
Várias cartas finlandesas continham esta sugestão

Para saberem mais sobre como a sua escola está organizada podem ver este vídeo.

Apresentaram-nos os Moomin, criação de um autor finlandês

Podem conhecer os Moomin aqui.
Para conhecermos as cores em Finlandês,
a Casa dos Moomin

Para nos ajudar a aprender as cores em Francês,
veio este Elmer
Paul Cézanne, veio desafiar-nos para a pintura

Publicações que nos chegaram da França
Ímanes como estes foram mote
para o trabalho dos nossos alunos
Um incentivo à leitura que também veio de França


Cartão natalício  recebido do Reino Unido

Recebemos algumas destas máscaras gregas

Estas máscaras vieram da Finlândia
Estas máscaras vieram de França
Cartão vindo da Finlândia
Cartão vindo da Grécia

O nosso aluno A. adorou
este mobile enviado da Grécia
Aos apreciadores da filatelia…
um mimo nosso

Paleontólogos por um dia

Fomos paleontólogos durante uma hora.
Em primeiro lugar, visionámos uma apresentação no quadro interativo que explica a formação dos fósseis, a ciência que os estuda – a paleontologia – e as ferramentas que os cientistas utilizam para libertar ossos e outros vestígios de seres vivos do interior da terra.
Depois, estivemos a analisar as características de quatro dinossauros e adorámos saber a origem do seu nome que está relacionado com algumas particularidades do seu corpo ou do seu comportamento. Por exemplo, Stegosaurus significa “lagarto com telhado”, devido às placas ósseas que se encontram no seu dorso; Triceratops significa “cabeça com três chifres”; Tyrannosaurus rex, vulgarmente conhecido como T-rex, significa “lagarto tirano rei”, porque deve ter sido um dos mais assustadores, perigosos e maiores que existiram na Terra; Velociraptor significa veloz e ladrão, porque se refere à sua maneira de viver.

O ovo de dinossauro
O ovo foi posto a demolhar
As ferramentas preparadas
Lupas, máscaras, luvas, régua, papel absorvente
Cinzel, martelo, pincel
A dedicação de cada paleontólogo
Cada aluno trabalhou o ovo individualmente
Os alunos trabalharam devidamente equipados
A cria de dinossauro começou a aparecer
A cria foi depositada num recipiente próprio
A cria foi lavada 
A cria de T-rex a ser medida
Os apontamentos no caderno de campo

Iniciámos o trabalho de Paleontologia com a escavação de um ovo, pois os dinossauros, apesar de serem muito diferentes entre si, caracterizaram-se por serem ovíparos e por terem, na sua maioria, o corpo coberto de escamas.
As várias etapas foram assinaladas numa folha que faz parte do caderno de campo. Usámos luvas e máscaras para nos protegermos do pó.

A bancada de trabalho ficou cheia de areia
Antes de fazermos este trabalho, estivemos a decalcar fósseis verdadeiros que estão na nossa sala.

Na próxima publicação, divulgaremos a continuação do estudo sobre fósseis que trazem à luz do dia um mundo desconhecido e muito antigo.

Luz e Mitologia

Os pontos de Luz no mundo

Continuando na exploração da Luz e indo ao encontro do currículo da Geografia, os nossos alunos estiveram a explorar os pontos mais iluminados do mundo.
Foi uma atividade que despertou muito interesse nos nossos alunos!
A partir deste trabalho perceberam que a Terra, à noite, é um mundo de escuridão, mas também de muita luz.
As áreas mais iluminadas e povoadas situam-se no hemisfério norte, sobretudo ao longo da costa.
Também aprenderam que algumas regiões são pouco iluminadas porque correspondem às zonas desertas do nosso mundo.

Mitologia Grega

No dia 10 de abril recebemos a visita do Pedro e do Eduardo da Faculdade de Letras de Lisboa. Nesta visita exploramos os deuses olímpicos. Os nossos alunos adoraram e querem repetir a experiência!

Na primeira sessão, um dos primeiros deuses de que falámos foi Zeus, o deus dos céus, que salvou os seus irmãos da fúria do pai, que os devorava com medo de ser destronado por um deles. Zeus teve dois irmãos, Hades (deus do submundo) e Posídon (deus dos mares), e três irmãs, Deméter (deusa da agricultura), Hera (deusa do casamento) e Héstia (deusa do fogo da casa).
Zeus casou com Métis, deusa da inteligência, que tinha a capacidade de prever o futuro e de se transformar no que quisesse. Métis previu que um dos filhos de Zeus o iria destronar, assim como aconteceu com o seu pai. Então, quando Métis ficou grávida, Zeus, preocupado, desafiou-a para uma competição: saber qual dos dois seria capaz de se transformar em mais coisas. Um dia, Métis transformou-se numa gota de água e Zeus aproveitou e engoliu-a. Como Métis estava grávida, a filha dos dois acabou por nascer da cabeça do pai. Era Atena, a deusa da sabedoria, e já nasceu crescida e armada.
Mais tarde Zeus casou com Hera. Os dois tiveram quatro filhos: Ares (deus da guerra violenta), Hebe (deusa da juventude), Hefesto (deus ferreiro) e Ilítia (deusa dos partos).
Zeus também teve outros filhos. Os mais conhecidos são: Atena (deusa da sabedoria e da guerra justa), Hermes (deus mensageiro) e os gémeos Ártemis (deusa da caça) e Apolo (deus das artes, da medicina e da profecia).

Astronomia e Luz

O tema da nossa TeleAula com o Pavilhão do Conhecimento foi a Astronomia. O “astrónomo” Miguel e a sua “assistente” Sandra falaram-nos da formação do Universo, da dimensão do sistema solar, dos planetas rochosos e gasosos e muitas outras coisas astronómicas! Também percebemos por que é que não conseguimos passar férias num dos outros planetas. Construir a régua do nosso sistema solar foi um desafio, mas conseguimos!!!

No Colete da Ciência, falámos do Sistema Solar, de raios UV, raios Infravermelhos e verificámos quais os óculos e as cores de roupa que são mais adequadas para a nossa proteção. O Miguel explicou-nos como acontece o eclipse solar e conversámos sobre os cuidados a ter.


Os nossos alunos andaram a investigar como passa a luz através de materiais transparentes, opacos e translúcidos e observaram a sombra desses materiais.
Também verificaram o que acontece à sombra de um objeto se o aumentarmos ou se variarmos a sua distância à fonte luminosa.
Fizemos uma TeleAula com a escola do IPO. Partilhámos o teatro de sombras sobre uma adaptação da História Breve da Lua de António Gedeão.


O Museu da Eletricidade veio novamente ao Hospital de Santa Maria. Construímos carros com painéis fotovoltaicos e fizemos corridas.
Tivemos alguns problemas com as pistas mas foi muito divertido!