Cientistas e políticos

Comemorámos o dia 25 de abril com alegria e concentração.
O professor Fernando simulou uma manifestação contra o governo antes de abril de 1974, ou seja, durante o regime do Estado Novo e acabámos todos na prisão, claro! sempre a fazer de conta…
Surgiram ideias interessantes e memórias contadas, algumas vividas, outras ouvidas de pais e avós. Sim, na nossa sala, estiveram presentes várias gerações de pais e avós que nos ofereceram as suas experiências.
A professora Sónia leu o conto O tesouro de Manuel António Pina e explicou com exemplos a vida em Portugal antes do 25 de abril de 1974. Falámos de cartazes famosos, do significado do cravo vermelho, de músicas da revolução que cantámos ao som da guitarra, Vejam bem e Grândola, Vila Morena.

Fizemos o nosso próprio cartaz, visionámos o filme 25 de abril – infominuto da RTP e, sob orientação da professora Sandra, realizámos a experiência Cravos de mil cores, uma clássica experiência científica.
Como fazer esta experiência? É simples. Apresentamos o protocolo.

ATIVIDADE LABORATORIAL
Simulando a Contaminação das Plantas por Águas Poluídas

Material

  • Corante alimentar de cor azul
  • Corante alimentar de cor verde
  • Corante alimentar de cor vermelha
  • Água
  • 4 Garrafas de água vazias
  • 1 Tesoura
  • 1 Marcador ou etiquetas
  • Flores brancas (Exemplo: cravos)
  • Lupa

Procedimento

  1. Numera as 4 garrafas de água vazias com o marcador ou utiliza etiquetas.
  2. Na garrafa com o número 1 coloca água da torneira.
  3. Na garrafa com o número 2 coloca água da torneira e junta-lhe corante alimentar azul.
  4. Na garrafa com o número 2 coloca água da torneira e junta-lhe corante alimentar verde.
  5. Na garrafa com o número 2 coloca água da torneira e junta-lhe corante alimentar vermelho.
  6. Aguarda três dias.
  7. Regista os resultados obtidos.
  8. Com a tesoura corta transversalmente o caule de cada uma das plantas.
  9. Observa com a lupa e regista os resultados.
  10. Procede do mesmo modo utilizando uma pétala de cada uma das flores.
  11. Observa e regista os resultados.

Discussão dos Resultados

  1. Refere o que ocorreu a cada uma das plantas após a realização da atividade
  2. Prevê o que acontecerá às plantas ao absorverem, no seu meio, água contaminada.

A maioria das plantas absorve a água e os nutrientes necessários através da sua raiz, levando a água pelo caule até folhas e flores. As flores cortadas não têm raiz, mas absorvem água de vasos ou jarras onde são colocadas. Quando o corante é adicionado à água, é absorvido pela planta, tingindo as flores. O processo funciona especialmente bem em cravos brancos e, às vezes, em rosas.
Quando a água se evapora pelas folhas e pétalas, o processo chamado transpiração “puxa” mais água pelo caule da planta para repor a água que foi perdida. O movimento da água é chamado de ação de capilaridade. Uma vez absorvida pelas raízes ou pelo caule cortado, a água e tudo que ela contém, incluindo corantes, viajam pela planta em tubos chamados xilemas. Quatro dias depois da experiência, os cravos ficaram deste modo:

Os corantes alimentares pretendem simular a ação de um poluente na água que é absorvido pelas plantas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *