Em viagem pelo nosso Mundo

Em viagem pelas datas importantes, comemorámos o Dia Mundial da Alimentação com uma semana animada e saudável. Recebemos a visita da turma A, do 5º ano, e da sua professora de Ciências Naturais, Teresa do Carmo, da Escola Básica de Alcabideche, para trocarmos ideias importantes sobre alimentação saudável. Houve jogos, ofertas, convívio e até a Operação Nariz Vermelho nos visitou e ofereceu um momento hilariante!
alunos sentados e duas professoras vestidos com aventais que representam frutos. Dois palhaços da Operação Nariz Vermelho

Alunos sentados com uns aventais que representam frutos, legumes e um ovo estrelado

Alunos sentados apontam com as mãos para participar numa atividade

Alunos sentados com aventais que representam vários tipos de alimentos

Uma aluna da escola de Alcabideche e um aluno de Alcoitão convivem

Professores e alunos convivem e participam numa atividade

Marcador a ser oferecido por um aluno a outro

Marcador a ser oferecido a um aluno

As mãos de um aluno a segurar as fichas da atividade dos provérbios

Fichas da atividade dos provérbios colocadas na mesa

Duas rodas de alimentos realizadas pelos alunos de Alcoitão com cereais, massa e desenhos

Mão de um aluno a completar um provérbio

Três marcadores elaborados pelos alunos de Alcoitão

Uma aluna de Alcoitão a elaborar a sua roda dos alimentos

O grupo completo na hora da despedida
O Halloween não podia ser esquecido. Por isso, fizemos umas tarefas assustadoras para enfeitar o nosso jornal de parede que mete medo ao susto!
Pormenor das mãos de uma aluna de Alcoitão a elaborar trabalhos de corte e colagem para o Halloween

Aranhas pretas feitas em cartolina
Marcadores monstros para livros coloridos
Um marcador monstro colocado no canto de um livro

Pormenor do jornal de parede do Alcoitão
Pormenor do jornal de parede do Alcoitão: aranha pendurada com olhos

Pormenor do jornal de parede do Alcoitão: teia com aranha de grandes dimensões

No âmbito da atividade O museu vai ao hospital, recebemos este mês uma equipa do Farol Museu de Santa Marta (FMSM), as técnicas Inês Fialho Brandão (coordenadora do FMSM) e Manuela Pereira, que, nesta primeira sessão, nos falaram do território onde este farol está situado, da sua importância e das suas características. Através do Google Earth, visitámos faróis das terras onde nascemos, nomeadamente, Guiné Bissau, Cabo Verde, Aveiro, Cabo Espichel, Leça da Palmeira, entre outros.

Foi uma tarde diferente de descoberta e de viagens virtuais por todo o mundo.
Dra Inês mostra a réplica do farol de Santa Marta

Um aluno mais velho e uma criança da creche observam a réplica do farol de Santa Marta

A mão de um aluno a tocar na réplica do farol de Santa Marta

A mão de um aluno a tocar na réplica do farol de Santa Marta

Dra. Inês fala com um aluno

Alunos escutam com atenção a Dra. Inês

Alunos escutam com atenção a Dra. Inês

Alunos, pais e professora observam as imagens no quadro interativo

Primeiro plano das placas com os vários tipos de barcos e peixes

Dra. Inês mostra a réplica de louça dovfarol de Santa Marta

A D. Manuela mostra no quadro interativo a torre de uma igreja que serve de farol

Dra. Inês interage com um aluno fazendo o movimento com a mão do piscar da luz de um farol

O site Vesselfinder no quadro interativo

O site Vesselfinder
Palavras dos alunos:

Gostei muito do site vesselfinder.com e de descobrir os barcos que se encontravam a viajar pelo mar Atlântico, nas costas portuguesas! Gostei de saber as características dos faróis! Carlos
Gostei de ir a Tróia! Tiago
Gostei de tudo, principalmente de ver os barcos no mar e ver a casa do André no Google Earth. Fábio
Gostei de ver o farol do Cabo Espichel. Já tinha saudades! Desconhecia o site vesselfinder e achei muito interessante. André
Gostei de mexer no Farol de Santa Marta! (Farol modelo em cerâmica) Fatu
A Inês é divertida e muito carismática. Ela tem uma forma diferente de abordar os conteúdos. André
A Inês é bonita e mostrou coisas para poder viajar. Fatu
É gira, simpática e fala bem inglês. Fábio

Como trabalho de casa, pesquisámos o nome do farol mais antigo em funcionamento contínuo na Península Ibérica e descobrimos que está situado na Corunha, no nordeste de Espanha, Galiza: o Torre de Hércules. O farol mais antigo em funcionamento contínuo, em Portugal, é o farol de Aveiro.
No dia a seguir a esta atividade, através do Google Earth, o André fez um passeio à Lisboa d’Os Maias, na sequência da leitura e análise do romance homónimo de Eça de Queirós.  

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *