Aprender a comer, a amar e a ouvir música

As nutricionistas Andreia Passos e Paula Bryant trouxeram-nos o seu projeto de Educação Alimentar recheado de amor, conhecimento e boa disposição: Clara e a Ideia Leguminosa.

A importância das leguminosas no nosso plano alimentar foi o ponto forte da atividade, por isso esperamos que os alunos nunca mais confundam legumes com leguminosas, assim como percebam a sua função na nossa dieta, as suas propriedades e as diferentes texturas que apresentam.

Quem avisa é amigo, por isso nunca se esqueçam de colocar este superalimento em água durante um tempo antes de o cozinharem, porque correm o risco de partir os dentes como aconteceu ao rei da história, o pai da Clara. E, já agora, toca a comer leguminosas!

A sala de aula com alunos e pais presentes a ouvirem as duas nutricionistas.

A nutricionista Andreia a contar a história da Clara e do seu reino com o suporte do quadro interativo.

No quadro interativo, podemos ler a pergunta "O que falta aqui?" e o desenho de um prato incompleto.

A nutricionisra Andreia oferece a uma aluna leguminosas para que ela possa sentir a textura.

A mão de um aluno a sentir a textura do feijão encarnado.

A nutricionista Paula fala com os alunos e tira-lhes as dúvidas.

Tendo em conta que o tema comum escolhido pelos professores que dinamizam o projeto TeleAula na rede de hospitais foi Plantar o Futuro, o encontro desta semana com a médica e ativista, Dra. Sandra Duarte Cardoso, da SOS Animal, foi de um inegável interesse científico e educativo no sentido de prepararmos a próxima geração para um mundo mais consciente, mais humanizado e mais ativista.

A Dra. Sandra falou-nos da sua viagem à Tailândia para visitar o Elephant Nature Park, um centro de resgate e reabilitação de elefantes vítimas de maus tratos, que conta com a dedicação de uma “mãe” extraordinária, a Lek. Visionámos um dos episódios da série “À descoberta com…” que documenta a visita da Dra. Sandra e da Inês Castel-Branco ao santuário. Aprendemos a reconhecer algumas características fisionómicas e comportamentais dos elefantes e ficamos a saber que são explorados pelos humanos para fazerem trabalhos forçados, para serem enviados para jardins zoológicos e circos e, ainda, como atração turística.

A verdade é que se não tivermos respeito e compaixão por todos os seres vivos, nunca poderemos construir o nosso futuro de forma saudável e em paz. Foi esta a lição que tirámos de uma tarde bem passada e na melhor companhia.
No fim da sessão, a Dra. Sandra deu-nos dicas para vivermos de forma mais sustentável.

A Dra. Sandra explica a um grupo de alunos o que estão a visionar no quadro interativo.

A Dra. Sandra fala para um grupo de alunos sobre o que se pode visionar no quadro interativo (elefantes).

No âmbito do projeto O museu vai ao hospital, no dia 3, o Museu da Música Portuguesa/Casa Verdades de Faria ofereceu-nos um maravilhoso concerto comentado.

Esta sessão de música ao vivo orientada para a descoberta da música, através de diversos géneros musicais e de vários períodos da história da música, foi apresentada por um quarteto de cordas (dois violinos, uma violeta e um violoncelo) da Orquestra de Câmara de Cascais e Oeiras e foi conduzida pelo maestro Nikolai Lalov.

O quarteto de cordas e o maestro Lalov a atuarem.

Uma visão panorâmica da sala onde atuaram os músicos.

O maestro Lalov fala para um público variado. Podemos ver alunos, pacientes, fisioterapeutas, médicos, mães entre outros.

Fizemos também um pequeno vídeo da interpretação da peça essencial do filme Os Piratas das Caraíbas.

As tarefas de Natal já começaram e este ano estamos a fazer livros-presépio em miniatura para oferecer aos vários departamentos da Pediatria.

Um aluno pinta os presépio em folhas de papel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *