Património Sempre Presente…

Nova visita aos Namban-Jin – Museu Nacional de Arte Antiga (MNAA)

Através de um exercício de observação pormenorizado dos famosos Biombos Namban, dos pintores  Kamo Naizen e Kano Domi, e com a ajuda da Rita Gonçalves do MNAA, revisitámos a chegada das naus portuguesas a esse país longínquo que é o Japão, ao porto de Nagasáqui, no séc XVI. Nesta viagem levámos novos viajantes a descobrir quem eram e como se vestiam os vários intervenientes desta aventura, como eram as naus,  qual a sua valiosa carga, entre outras curiosidades. Aproveitámos  o balanço e espreitámos um pouco mais da cultura japonesa dos nossos dias.

Aqui deixamos registado algum do  vocabulário resultante desta sessão para conhecimento de todos:

Namban-Jin = Bárbaros que vêm do sul

Bombachas = Calças curtas e largas

Kurafuné = Barco Negro

Samurai = Guerreiro japonês

Karpa = Peixe da Boa Sorte

Momidje = Árvores que dão flor de cor amarela e vermelha típicas do Japão

Sushi = Um prato da culinária japonesa que possui origem numa antiga técnica de conservação da carne e de peixe em arroz avinagrado

HelloKitti = Desenho animado criado no Japão

Mangá ou manga = Banda desenhada no estilo japonês (várias mangas dão origem a animes)

E ainda palavras japonesas que fazem parte do português:

Biombo = Byobu
Quimono = Kimono = Veste típica do Japão
Judo = Judo
Caratê – Karate

Mais uma vez agradecemos à Rita ter-nos proporcionado uma manhã tão interessante e curiosa  através das histórias dos Namban-Jin!

Clube de Educação Tecnológica da EBI da Bobadela já é nosso património

Como já é da tradição no 3º período, desta vez o encontro TeleAula foi ao vivo…

Partindo da história da Fábrica de Porcelana de Sacavém, os nossos alunos montaram painéis representativos dos famosos padrões usados nas pinturas das porcelanas, utilizando para isso as sete peças do Tangram.  Para o sucesso desta atividade,  contámos com a preciosa ajuda do grupo de alunos e professores do Clube de Educação Tecnológica da Escola Básica Integrada da Bobadela (C.E.T.), que previamente prepararam todo o material necessário e dinamizaram a sessão.

Sucederam-se ainda mais atividades, que passaram pela composição do tangram com imagens alusivas às louças de Sacavém e a resolução  de desafios matemáticos e figuras usando as sete peças do tangram.

Foi uma TeleAula ao vivo Muito Dinâmica e Divertida!

MUITOS PARABÉNS  a todos os elementos do  C.E.T. que tanto contribuíram  para que tal fosse possível!

Dia Mundial da Criança

O  final de ano letivo não seria o mesmo se não se comemorasse este dia.

O núcleo pedagógico do Hospital de Dona Estefânia sugeriu atividades para esta comemoração, por solicitação do Conselho de Administração do Centro Hospitalar de Lisboa Central. O Serviço de Apoio Escolar ao 2º/3º ciclos e secundário propôs cinema. Esta atividade iria complementar as outras atividades do programa. Desenvolvemos duas sessões, a primeira como aperitivo, logo no dia 30 de maio, e a segunda sessão no próprio dia 1 de junho. O filme foi votado e escolhido pelos espetadores.

Pois é, ele foi  cineminha, um jogo de tabuleiro dinamizado pelo núcleo educacional do Museu da Cidade de Lisboa, pinturas faciais e teatro trazidas  pelos alunos do 1º e 2º anos do Curso de Apoio à Família e Comunidade da Casa Pia de Lisboa. A brincar e de forma bem divertida este grupo conseguiu apelar à reciclagem do lixo, contribuindo para a consciencialização de que, através de pequenos gestos como esse,  todos somos responsáveis por mantermos/conservarmos e lutarmos por um PLANETA MELHOR e MAIS LIMPO.

Uma viagem de paz até ao Japão

Para celebrar a Paz no Mundo, viajámos até ao Japão. 
Celebramos a Paz todos os dias, porque sem ela não poderíamos ter escola.
Pesquisámos biografias de pessoas que ficaram célebres porque lutaram e lutam pela Paz, como, por exemplo, Martin Luther King, Tenzin Gyatzo (14º Dalai-Lama), Madre Teresa de Calcutá, Nelson Mandela, Malala Yousafzai, entre outros.
Escrevemos palavras de Paz e sobre a Paz.

A Paz é amarela como o sol.
É um cão a brincar.
É o meu irmão a saltar.
A Paz sabe a bolo de chocolate.
A Paz cheira a relva acabada de cortar.

António 

A Paz é como uma flor,
Por causa do seu esplendor.
A Paz é branca como uma pomba.
Como o amor é uma boa onda.
A Paz é alegre.
É como ficar sem febre.

Guilherme 

A paz é o mar
que ilumina tudo
a paz é uma
pomba a voar
A paz é uma rosa
que é o amor
A paz é liberdade
A paz é mais do que tudo na vida
A paz é crianças a sorrir
Como uma tela
e uma flor
que está sempre a amar
A paz é ir à escola
e aprender
e estar com
os amigos e professores.
Mafalda

A professora Sónia contou-nos a lenda japonesa dos mil tsurus e recebemos a visita da professora Anabela que nos ensinou a construir tsurus em origami.
O tsuru é um pássaro parecido com uma cegonha ou garça, o grou japonês. Além de ser uma ave linda, está em vias de extinção o que nos deixou tristes. No Japão, esta ave faz-se em origami, a técnica japonesa da dobragem de papel, para oferecer às pessoas e desejar mil felicidades, saúde e muitos anos de vida. No entanto, esta tradição tem como base uma história fantástica que fala de um pescador ou camponês que, um dia, salvou um grou da morte. Quando a ave ficou de boa saúde, o homem soltou-a. Passados dias ou meses, apareceu a este homem, uma linda rapariga que lhe ofereceu um tecido valioso e raro. O camponês era ganancioso e vendeu o tecido para ficar rico. Sem vergonha nem piedade, voltou a pedir outro à rapariga que lhe concedeu de novo o desejo. E isto repetiu-se algumas vezes. Por fim, o camponês, achando estranho o comportamento da rapariga que estava cada vez mais abatida, seguiu-a e viu o tsuru que um dia tinha salvo a tecer o tecido com as suas próprias penas. A ave ainda conseguiu transformar-se em mulher e oferecer o tecido, mas morreu logo de seguida. O camponês, arrependido da sua ganância, viveu o resto da sua vida a construir tsurus em origami e a oferecê-los às pessoas.

A nossa primeira videoconferência foi elaborada com os colegas internados no Hospital de Dona Estefânia e as professoras Clara e Dulce. Falámos da nossa vida, da escola, da Paz e do que vamos fazer da próxima vez que comunicarmos.

Estamos a trabalhar o tema da Alimentação Saudável que, na próxima publicação, irá ser abordado com mais atividades. Deixamos um registo fotográfico de uma aula com a professora Alexandra sobre regras para ter uma alimentação saudável.