Comunicando de várias formas!

Projeto TeleAula

Explorando o tema anual, os nossos alunos e os alunos da Escola do HSM descobriram as línguas mais faladas no mundo.

Foi com agrado que perceberam que a nossa língua está muito representada no mundo.

Alunos identificam regiões no mapa-mundi com marcadores coloridos Alunos identificam regiões no mapa-mundi com marcadores coloridos

Com os alunos da EBI da Bobadela navegámos pelo mundo musical, outra forma de comunicação, através da construção de instrumentos.

Criação de instrumentos musicais com cápsulas de café Instrumentos musicais a partir de cápsulas de café Criação de instrumentos musicais com tubos plásticos Alunos constroem instrumentos musicais Criação de instrumentos musicais com tubos plásticos e balão Aluna experimenta instrumento musical

Projeto Mitologia

Iniciámos,  neste ano letivo, o Projeto Mitologia  com a apresentação dos doze principais deuses do Olimpo. Conhecemos as suas qualidades e defeitos que nos aguçaram a curiosidade sobre as histórias que iremos conhecer ao longo do ano.

Alunos atentos aos dinamizadores do projecto Mitologia

Em busca do Património Cultural

Raízes da nossa cultura – A fundação de Roma

Eneias protagoniza a ligação do mundo grego e romano e as suas aventuras fazem parte do nosso património cultural.

Mais uma vez, os nossos alunos tiveram a oportunidade de conhecer as raízes da nossa cultura através do projeto Mitologia que lhes tem permitido conhecer importantes aspetos da Cultura Clássica de uma forma lúdica e divertida.

Mãos sobre imagens de personagens da mitologia clássica

Uma visita muito animada!

A EBI da Bobadela fez-nos uma agradável surpresa! Um grupo de alunos e os seus professores de Educação Tecnológica vieram visitar-nos.

A fábrica da loiça de Sacavém foi o mote para diferentes atividades. Os alunos da Bobadela trouxeram-nos muitas informações sobre esta antiga e importante indústria com imagens dos seus produtos. Conseguimos identificar peças que encontramos em casa das nossas avós…

Com imagens alusivas à fábrica, trouxeram-nos diferentes tangram com os quais foi possível fazermos construções, algumas bem complexas…Tangram concluído com a imagem de um prato Peças de tangram e algumas formas possíveis

Descobrir Lisboa

Lisboa é linda…

Devíamos conhecer melhor esta cidade que tantos turistas atrai.

Praça do Comércio, Marquês de Pombal, Aqueduto das Águas Livres, Castelo de S. Jorge… Cada viagem é uma descoberta!

Os nossos alunos que não conhecem Lisboa ficaram curiosos e entusiasmados.

Dia da Europa

A Europa, berço da cultura “Ocidental”, é, por vezes, desconhecida dos nossos alunos. A propósito do Dia da Europa realizámos várias atividades que nos permitiram conhecer um pouco melhor a Europa e, sobretudo,  os países da União Europeia (UE).

Interpretámos a lenda da Europa e analisámos o mapa da Europa assinalando os países da UE.

A partir dos conhecimentos dos alunos fomos descobrindo imagens dos diferentes países e caraterísticas da sua cultura.

Foi uma viagem que nos deixou com vontade de conhecer mais…

Monumentos europeus

Mapas da europa com símbolos e monumentos dos países

Património das Mitologias Clássicas

Durante este período, exploramos o património das mitologias clássicas!

Navegamos pelas aventuras de Jasão e os Argonautas e descobrimos diversos mitos em que pessoas são transformadas em animais ou em plantas.

Jasão e os Argonautas

Jasão era filho do rei Éson e irmão de Éson. Éson usurpou o trono ao irmão e obrigou-o juntamente com a sua mãe a fugirem da cidade de Lolco.

Passados anos, Jasão voltou a Lolco e reivindicou o trono de seu pai. Pélias concordou, desde que Jasão fosse buscar o velo de ouro, que estava escondido numa árvore na Cólquida.

Jasão construiu então um navio, a que chamou Argos, e reuniu uma tripulação de 50 homens que partiram para a Cólquida. Entre os tripulantes estavam Peleu, pai de Aquiles, o médico Asclépio e o poeta Orfeu.

Durante a viagem, Jasão e os argonautas enfrentaram muitos perigos.

Para entrar no Mar Negro, precisavam de passar pelas simplégades, enormes pedras que se fechavam se um navio tentasse passar por elas. Para vencer esse obstáculo, Jasão soltou uma pomba, que passou rapidamente pelas simplégades. No momento em que as simplégades recuavam, o Argos conseguiu passar rapidamente.

Para chegar até o bosque onde estava a árvore com o velo de ouro, Jasão deveria matar um dragão e semear um campo com os dentes do dragão. Quando os dentes fossem semeados, de cada um deles sairia um soldado armado. Com a ajuda da bruxa Medeia, Jasão tornou-se invulnerável ao fogo do dragão. Matou-o e semeou os dentes. Quando os soldados surgiram da terra, Jasão escondeu-se e atirou uma pedra a um deles. Sem saberem de onde a pedra tinha saído, os soldados engalfinharam-se e mataram-se uns aos outros.

Cumprindo a promessa, Jasão casou-se com Medeia e apoderou-se do velo de ouro. Na viagem de volta, os argonautas precisaram de atravessar a região onde viviam as sereias, criaturas metade mulher e metade peixe que atraíam os marinheiros para a morte com o seu belo canto. No entanto, o canto de Orfeu era mais belo e, graças à arte do grande poeta, os argonautas conseguiram resistir às sereias e voltar a Tessália.

Metamorfoses

Nas diversas Mitologias Clássicas são diversos os mitos em que pessoas são transformadas em animais ou, mais frequentemente, em plantas. Apesar de uma tal mudança ser ainda impossível no mundo de hoje, o seu propósito literário é simples.

A criação destes mitos assenta na necessidade da humanidade em compreender e aceitar o mundo que a rodeia. Assim, a existência de diversos animais, bem como plantas e fenómenos terrenos, era justificada através desses mitos, possibilitando aos Antigos uma fácil compreensão de todas essas realidades.

Um dos mitos mais apreciado pelos nossos alunos foi o mito de Narciso e de Eco.  Narciso e Eco foram punidos pelos deuses. Narciso viria a ser transformado na flor a que hoje dá o nome. Eco teve uma estranha condenação: jamais teria a oportunidade de falar em primeiro lugar, mas teria sempre a última palavra.

Navegando por diversos mundos…

Academia de Código Júnior

Iniciámos uma parceria com a Academia de Código com a finalidade dos nossos alunos adquirirem competências no âmbito da linguagem criativa que se esconde por detrás das interfaces dos brinquedos tecnológicos.

Ao trabalhar com a Academia do Código, queremos ajudar os nossos alunos a  a aprender a programar e que, através das atividades de programação, estruturem as suas formas de pensar e aprendam a resolver novos problemas.

Apresentação da Academia do Código

Atividades de código no computador

Projeto Mitologia

Aproveitando o Dia dos Namorados, explorámos a temática da amizade partindo de diversas histórias da mitologia grega sobre os amores e os desamores dos deuses caprichosos!!!

Esta sessão teve um sabor especial, na medida em que foi partilhada com os alunos da escola do HSM, que estiveram presentes por videoconferência.

Alunos e professoras em videoconferência

Durante este mês, os nossos alunos, numa outra sessão, também exploraram as peripécias das viagens de Eneias.

Alunos explorando o mapa Imagens das viagens de Eneias

Carnaval

Este ano, o Serviço de Pediatria comemorou o Carnaval com muitas brincadeiras e piratarias!!

Professoras e educadoras mascaradas de piratas

As nossas mais recentes viagens!

VIAJANDO COM OS REIS MAGOS

Para comemorar o Dia de Reis, os nossos alunos construíram coroas e exploraram as tradições que existem em Portugal relacionadas com esta festividade.

Alunos criam coroas

Uma coroa já completa

VIAJANDO COM ULISSES!

Capa do livro Ulisses de Maria Alberta Menéres

No âmbito da parceria estabelecida com a Faculdade de Letras, os nossos alunos descobriram as aventuras de Ulisses, com a ajuda do livro de Maria Alberta Menéres.

Ulisses, conhecido pela sua valentia e inteligência, casado com Penépole e pai de Telémaco, era rei da ilha de Ítaca.

Um dia, apesar de contrariado, teve de embarcar para Tróia porque o Príncipe troiano Páris, ao raptar a rainha grega de nome Helena, provocou uma guerra entre os troianos e os gregos.

Esta guerra durou cerca de dez anos e Ulisses, que sentia muitas saudades do seu reino, teve uma brilhante ideia. Mandou construir um cavalo de madeira onde ele e alguns soldados se esconderam e, assim, conseguiram entrar dentro das muralhas de Tróia e resgatar a rainha Helena.

No regresso a casa, Ulisses deparou-se com muitas peripécias:  o confronto com um ciclope muito violento, a transformação dos marinheiros em porcos, o canto das sereias e o perigo em que se encontrava o seu reino.

Apesar de tantos contratempos, Ulisses conseguiu recuperar o seu reino e família.

Viagens com cheiro a verão!!!!!!

Viajando pelo projeto TeleAula

Os alunos da EBI da Bobadela fizeram-nos uma surpresa.
Visitaram o serviço e trouxeram uma máquina especial. Foi uma delícia!!!!
Uma máquina de fazer “dinheiro”….. e ensinaram-nos a construí-la! Só é pena as notas não serem válidas!!!!

 

 

 

Continuando nas viagens pelo mundo… voltámos a visitar sítios longínquos e traços culturais de diferentes povos com os alunos do HSM.

 

 

 

Viajando no tempo

O projeto mitologia ofereceu-nos duas viagens fantásticas: a guerra de Tróia e as aventuras de Jasão e os argonautas.

 

Viagens pelo arraial dos Santos Populares

E como é nossa tradição… comemorámos os Santos Populares com muita animação!!!!
Aqui fica o altar com o Santo da nossa cidade: Santo António!!!

As nossas viagens…

Projeto Mitologia

Continuamos a nossa viagem pela mitologia com os doze trabalhos de Hércules. 
Os Doze Trabalhos de Hercúles são uma série de episódios arcaicos ligados entre si por uma narrativa contínua, relativa a uma penitência que teria sido cumprida por um dos maiores heróis gregos, Hércules.
Hércules era enviado para matar, subjugar ou encontrar uma planta ou animal mágico para Eristeu, representante de Hera.
Os Trabalhos de Hércules foram reunidos de fontes diferentes mas todos seguem o mesmo modelo e são os seguintes:
  •  Leão da Nemeia
  • A Hidra de Lerna
  • O Javali de Erimanto
  • A Corça de Cerineia
  • Os Pássaros do Lago Estínfalo
  • As Cavalariças do Rei Áugias
  • O Touro de Creta
  • As Éguas de Diomedes
  • O Cinto da Rainha Hipólita
  • Os Bois de Gérion
  • As Maçãs de Ouro das Hespérides
  • O Cão Cérbero 
As Metamorfoses de Ovídio permanecem, até hoje, como um dos trabalhos poéticos mais aclamados sobre mitologia. É o poema mais influente da história da poesia e da arte.
O principal tema são as Metamorfoses, transformações que são relativamente frequentes na mitologia grega.

Uma visita diferente…

A Associação Mensagem d’Ordem trouxe-nos a visita da atriz Sandra Barata Belo e, com ela, uma manhã bem divertida com a leitura e dramatização do livro Histórias que Me Contaste Tu de Manuel António Pina.

Projeto TeleAula

A EBI da Bobadela, mais uma vez, surpreendeu-nos com um jogo!!!
O jogo é feito com materiais reutilizáveis e, com ele, foi possível aprender factos sobre algumas capitais Europeias.
Fomos seguindo as orientações dos alunos do Clube de Educação Tecnológica e dos professores responsáveis, obtivemos sucesso na construção do jogo e divertimo-nos imenso.

Com os alunos do HSM, viajámos pelas cidades mais famosas do mundo.
Descobrimos e identificámos arranha-céus, estátuas, táxis, igrejas, torres, museus, teatros, estações do metropolitano, pontes, comida típica e um relógio.
Que vontade tivemos de fazer as malas e partir para conhecer tudo o que aprendemos!!

No mundo das viagens…

Viajando pelo mundo das plantas!

No dia 9 de novembro, no âmbito do projeto TeleAula, explorámos, com os alunos da Escola do HSM, o mundo das plantas. Através de uma viagem, ficámos a conhecer a origem de algumas plantas e como chegaram a novas terras.
Uma viagem divertida com descobertas curiosas!

Viajando pelo magusto!

No dia 11 de novembro, como seria de esperar, comemorámos o São Martinho. 
Foi um dia em que as tarefas escolares incidiram, essencialmente, na expressão artística. 
Os alunos criaram a sua Maria Castanha e exploraram a  lenda de São Martinho, 

Viajando com os deuses olímpicos

No dia 18 de novembro, os nossos alunos continuaram a sua viagem pelo mundo da mitologia. 
Nesta sessão, foi possível conhecer os doze deuses olímpicos!

Viajando pela magia do Natal!

Iniciando a viagem pelo mundo natalício, os nossos alunos e os alunos da EB 2,3 Luís de Camões construíram decorações para uma árvore de Natal.  

Viajando por histórias especiais!

Histórias de Amor

No projeto Mitologia estivemos a explorar as belas histórias de amor da mitologia. A história mais apreciada pelos nossos alunos foi uma das lendas mais conhecidas da mitologia grega, a de Eros e Psiquê.
Eros era filho da deusa do amor, Afrodite, uma imortal de beleza enorme. Psiquê era uma mortal, filha de um rei importante.
Psiquê e as suas duas irmãs eram muito belas, capazes de despertar a admiração de qualquer pessoa. As irmãs de Psiquê casam-se mas ela não, apesar de ser a mais bela das três. Os seus pretendentes tinham medo da sua beleza.
Consultando os oráculos, os pais da jovem entristeceram-se pelo destino da filha. Foram aconselhados a deixar Psiquê num alto de um rochedo vestida de noiva, para ser desposada por um terrível monstro!
Assim, Psiquê foi deixada no alto do rochedo e um vento muito forte, Zéfiro, soprou e levou-a para um local mágico. Psiquê acabou por descobrir que o marido que lhe estava predestinado, Eros, afinal era extremamente carinhoso.
O marido de Psiquê exigiu uma condição que não podia ser quebrada: ela nunca poderia ver o seu rosto. Eros não queria que ela o amasse só por causa da sua beleza. Psiquê aceita e promete não quebrar o desejo do marido.
Mais tarde, Psiquê vai visitar a casa dos pais. O reencontro gera a felicidade dos pais e a inveja das irmãs. Elas acabam por convencer Psiquê a quebrar a promessa.
Em casa, quando a noite chega, Psiquê acende uma vela e procura ver o rosto do marido. Ela fica totalmente encantada pela beleza do marido. Eros ao ver que ela tinha quebrado a promessa, abandona-a.
Sozinha e infeliz, Psiquê cai num sono profundo. Ao vê-la tão triste e arrependida, Eros, que também sofria com a ausência da amada, implorou a Zeus que tivesse misericórdia deles.
Com a concessão de Zeus, Eros usou uma de suas flechas, despertando a amada, transformando-a numa imortal e levando-a para o Olimpo.
A partir daí, Eros e Psiquê nunca mais se separaram. O mito de Eros (o amor) e Psiquê (a alma) retrata a união entre o amor e a alma.


Um livro especial…

Um menino especial teve uma manhã especial com um livro ainda mais especial…
Este livro conta a história do Pinóquio e foi criado pela equipa Pimpolina para ser explorado por crianças hospitalizadas.

Dia da Mãe

Aqui fica o nosso mimo para o Dia da Mãe…


Contando fevereiro e março

Teleaula com HSM

Na TeleAula com os alunos do HSM, realizámos o jogo Faz de Conta, um jogo divertido com várias atividades: mímica, desenho, adivinha, pergunta e som.
Aprendemos muito… e também nos divertimos…

Projeto Mitologia

Neste mês, explorámos a Fundação de Roma.
A cidade de Roma, que significa força, em grego, terá sido fundada, provavelmente, em 753 a.C.
De acordo com a lenda, a seguir à queda de Troia, o troiano Eneias ter-se-ia fixado junto ao rio Tibre, onde se casou com uma filha do rei Latino.
Da sua descendência, surgiram, três séculos mais tarde, os irmãos Amúlio e Numitor. Este foi afastado do trono pelo seu irmão mais novo. E para que não houvesse descendência, Amúlio fez com que a filha do seu irmão Numitor, Reia Sílvia, se tornasse numa sacerdotisa, consagrada à deusa Vesta.
Um dia, Reia Sílvia terá ido buscar água para um sacrifício a um bosque sagrado, junto ao rio Tibre, quando foi seduzida por Marte, deus romano da guerra, que a engravidou. Nasceram desta união proibida dois gémeos, Rómulo e Remo.
Amúlio, com medo que estas crianças viessem futuramente a destroná-lo, ordenou que as pusessem fora dos seus domínios, num cesto junto ao Tibre. Assim, as crianças foram abandonadas junto à colina do Palatino, onde depois nasceria Roma.
Mas o rio, em vez de as levar para o mar, levou-as para um lugar seco. Numa primeira fase, foram criados por uma loba na sua gruta e, mais tarde, foram recolhidas por um pastor chamado Fáustulo.
Rómulo e Remo, quando jovens, voltaram-se contra Amúlio, destronaram-no e mataram-no, colocando, em seu lugar, Numitor, seu avô, novo rei de Alba.
Depois, decidiram fundar uma cidade no Palatino, o local onde tinham sido salvos pela loba, a cidade de Roma.


Dia do Pai

Para o dia do pai, os nossos alunos fizeram uns lindos porta-chaves!!!