O valor de um sorriso…

Viagem à pintura de Jhieronimus Bosch – Museu Nacional de Arte Antiga

Partimos à descoberta da pintura As tentações de Santo Antão, com 500 anos, do famoso pintor holandês. Explorámos alguns pormenores desta famosa pintura como a sua técnica e as figuras que tão bem retratam a sociedade da época.

Irina mostra o tríptico As tentações de Santo Antão aos alunos e professores

Alunos e professores

Concluímos a atividade observando Homem Árvoreum desenho do mesmo artista. A cada um foi proposto pintar esse desenho sem esquecer a mensagem de Bosch de que “A floresta está-nos sempre a ver”!

Alunos a desenhar

Obrigada, Irina, por nos teres proporcionado esta Belíssima Viagem!

Gira-Flor – Clube EducaçãoTecnológica da E. B. I. da Bobadela

Ao vivo e a cores recebemos os nossos amigos do CET da E.B.I. da Bobadela. Com as explicações e apoio preciosos dos jovens alunos e professores, montámos um gira-flor.

Alunos e professores do CET Bobadela ensinam a fazer um gira flor aos alunos do hospital

 

 

Aluno constroi um gira flor

 

 

 

 

 

 

Digam lá se não ficou o máximo?!

Aluno constroi um gira flor          Aluno constroi um gira flor          Aluno mostra o gira flor em funcionamento

Agradecemos aos professores Carlos e Vitor e aos alunos Derry, Yasmin, Beatriz, Bruna e Daniela esta tarde tão divertida e colorida!

Aluna mostra o gira flor em funcionamento

Linguagem Código 2 – Academia Código Júnior

Nesta sessão aprendemos que através da programação desencadeamos ações – os eventos. Aprendemos a programar/atribuir funcionalidade a algumas teclas, por forma a criarmos um código personalizado para permitir à nossa bolinha e à nave espacial teimosa atravessarem um labirinto.

Alunos, animadora e professoras com tablets

Jogo no ecrã da sala

Não foi fácil, mas conseguimos. VIVA!!!! Estamos todos de parabéns!

Obrigada, Sofia e Isabella, por nos proporcionarem mais esta sessão!

Jogo da Glória  – Teleaula Escola Centro de Medicina de Reabilitação de Alcoitão

Finalmente realizámos o jogo da Glória de Cultura Geral por videoconferência com a escola do CMRA. Partilhando o “tabuleiro no ecrã”, lá fomos avançando jogo fora, tentando acertar no Quiz de Questões e no Quiz de Imagens sobre Portugal, que nos iam calhando.  O jogo foi renhido e divertido com avanços e recuos de parte a parte acabando os nossos amigos de Alcoitão por levar a melhor, estando por isso de parabéns. Aproveitámos ainda o momento para conversar um pouco e rever antigos amigos.

Slide com perguntas

Ecrã com o jogo da Glória

Semana da Criança

Entrada do Hsopital com balões e jornal de parede com mensagens

Ser Criança comemorou-se no HDE numa semana muito intensa de atividades, visitas amigas, muita magia e animação. De 27 de maio a 01 de junho, os núcleos educativos do hospital organizaram, com o apoio dos parceiros de sempre, uma semana com atividades que fizeram a delícia das crianças mas também dos adolescentes e dos adultos.

Começámos com uma animada aula de culinária com o Chef Louis que veio do Museu da Criança falar-nos de alimentação saudável. E foi também com a sua saudável loucura que nós aprendemos e rimos, rimos muito!

Cozinheiro com mesa de alimentos             Alunos           Alunos e cozinheiro      

Foi com grande entusiasmo que recebemos a proposta da atividade Histórias Animadas trazida pelo nosso parceiro, o Departamento de Educação da Fundação Calouste Gulbenkian. Observámos animais fantásticos existentes em peças do Museu, imaginámos e desenhámos o nosso próprio animal com base nos sons que ouvíamos e com ele criámos uma história que resultou numa pequena animação. Foi muito divertido ver o produto final do nosso trabalho, um filme!

Animador mostra imagem com animal                   Alunos criam os seus animais                 Animadora faz sons com materiais                             Animais no retroprojector

Viajámos também pela História  na Minha Aventura pela História de Portugal que nos proporcionou o Museu da Criança e de forma divertida percorremos as diferentes Dinastias e falámos das personagens mais importantes de cada uma delas. E houve torneios e lutas, bailes, viagens de caravela e tudo o que a imaginação nos permitiu.

Alunos observam personagens vestidas como nobres               Alunos observam personagens vestidas como nobres e crianças             

O Museu da Marioneta trouxe-nos a proposta de realizar um fantoche de espuma e claro que ninguém se negou ao desafio, pusemos mãos-à-obra e os resultados estão à vista! Ufa, trabalheira boa e divertida!

                Alunos criam um fantoche              Alunos com os seus fantoches

Recebemos a visita da mascote da Brisa, o Brisinha, que nos veio falar de segurança e prevenção rodoviária e que nos ensinou uma canção… sim, porque a cantar também se aprende!

  Mascote Brisinha        Animadora da Brisa com os alunos a observar

E por falar em cantar… cantar e dançar foi a proposta das Histórias de Musear do grupo KAÔ, trazido pela  Fundação Calouste Gulbenkian, com os poemas de Eugénio de Andrade em “Aquela nuvem e outras”. Que bom foi relembrar canções que ouvíamos às nossas avós e que se perderam no tempo e que, quando começamos a cantar, como por um passe de magia, regressam à memória!

                 Animadora do Kaô interage com aluno               Alunos e animadoras do Kaô

 Animadora do Kaô com adufe e aluno                            

Os alunos da Casa Pia de Lisboa, apresentaram uma peça de fantoches As cores do arco-íris, que nos contou uma história muito interessante sobre o que nos faz diferentes mas, no fundo, iguais. Presentearam-nos também com a surpresa de pinturas faciais e assim apareceram umas caritas transformadas em Homens-aranha, piratas, leões e até a Hello Kitty.

  Alunos da Casa Pia e do Hospital               Alunos da Casa Pia e do Hospital              Alunos da Casa Pia no palco e alunos do Hospital

 

Do Museu de Lisboa a proposta foi em Azul e Branco. Carimbámos e pintámos azulejos seguindo o modelo dos muitos que podemos encontrar em diferentes palácios de Lisboa, como no Palácio Pimenta.

Alunos fazem carimbos azuis Desenhos de azulejos criados pelos alunos

 

 

 

 

 

Para fechar a semana em grande, recebemos a visita da Mascote do Pirilampo Mágico trazida pela FENACERCI que nos veio oferecer o seu livro Voar com o Pirilampo Mágico com uma linda dedicatória do autor, Rogério Cação, e que espalhou magia por onde passou.

Mascote do Pirilampo Mágico com aluno        Mascote do Pirilampo Mágico com aluno     Mascote do Pirilampo Mágico com aluno com livro

Mascote do Pirilampo Mágico com aluno e livro

Mascote do Pirilampo Mágico com aluno no corredor

 

 

 

 

Chegámos assim, ao fim de mais um ano letivo. Como tudo passou tão rápido! Resta-nos agradecer publicamente a todos os nossos Amigos e Parceiros e outros com quem nos cruzámos, que tão gentilmente nos apoiaram e enriqueceram o nosso trabalho. Sem eles não teria sido possível animar os nossos QUERIDOS ALUNOS!

Obrigada, AMIGOS, e até para o ano!

Academia Código Júnior / Brisa / Casa Pia de Lisboa / CET da E. B. I. da Bobadela  / Fenacerci – Pirilampo Mágico / Fundação Calouste Gulbenkian / Museu da Criança / Museu de Lisboa / Museu Nacional de Arte Antiga / Museu da Marioneta

Comunicando, e bem!

Nesta comunicação destacamos três atividades propostas e desenvolvidas pelos nossos parceiros de aventuras, o Núcleo de Educação da Fundação Calouste Gulbenkian, o Museu Nacional de Arte Antiga e a Academia do Código.

Diz que disse

Como comunicar a alguém algo que lhe é desconhecido? Começámos a atividade com cada um de nós a descrever ao Ricardo como era um elefante. Depois de desenhado o “nosso elefante” a partir das nossas indicações, observámos várias imagens de outros elefantes de tempos longínquos.

Animadores do Núcleo de Educação da FCG e alunos

Animadores do Núcleo de Educação da FCG mostram a figura de um animal aos alunos

Numa outra atividade, foi proposto que cada um descrevesse ao seu par uma imagem que o outro desconhecia e que teria de desenhar.

Animadores do Núcleo de Educação da FCG e alunos a desenharem

Aluna a desenhar

 

 

 

 

Finalmente, a partir de uma descrição de Fernão Mendes Pinto (Peregrinação, Capítulo XIV) dos lagartos que tinha observado, cada aluno interpretou através do desenho o que tinha ouvido.

Alunas mostram desenho do animal que criaram

O resultado destas duas atividades foi hilariante, como podem comprovar.

Desenhos dos animais que foram criados   
Desenhos dos animais que foram criados

A brincar percebemos que é importante sermos precisos na nossa comunicação ou corremos o risco de passarmos mensagens erradas ou não passarmos – de todo – a nossa mensagem!

A manhã passou num instante… agradecemos muito ao Ricardo, ao Rui, à Inês e à Andreia por nos terem proporcionado uma atividade tão divertida!

Espelho meu, espelho meu, haverá algum retrato mais belo que EU?

Foto de cara composta por metade da face de mulher idosa e metade de mulher jovem reflectida no espelhop segura pela idosa

O retrato como forma de comunicar foi o desafio lançado nesta atividade. De que modo nos representamos e representamos o outro ao longo dos tempo? Que importância tem guardar retratos de pessoas de que gostamos e registos de momentos da nossa vida? Conseguem os retratos captar a essência das pessoas retratadas e mensagens ocultas que queremos passar aos outros?

Animadora do MNAA e alunos

Através da análise dos mais variados retratos, dos mais antigos aos mais contemporâneos, tentámos responder a estas questões. Hoje a facilidade de nos retratarmos está ao alcance de um “clic” mas nem sempre foi assim. Perduram, no  entanto, as mesmas preocupações no  passado e no presente em que também são pensados todos os pormenores como a roupa, a pose, a luz, entre outros aspetos, de acordo com a mensagem que se pretende transmitir.

Animadora do MNAA e alunos

E demos connosco dedicados à tarefa  de tentar decifrar aquilo que vai para além do retrato e do que é visível, talvez aquilo que é a essência do retratado e do momento, com várias frases sugeridas e, claro, discordámos e rimos muito!

Frases (Vejam, tudo isto é meu; Queres trocar comigo, etc.) impressas em recortes de papel

De seguida, analisámos o retrato do “nosso amado” D. Sebastião e verificámos que os factos históricos são muito diferentes da mensagem que este Rei desejava passar aos seus súbditos; ao contrário da pose do retrato, a sua fragilidade era real e evidente.

Retrato de D. Sebastião

E, no final, fomos convidados a fazer o nosso autoretrato. Um agradecimento muito especial à Marta que, com o seu entusiasmo, conquistou uma plateia de ‘pequenos e crescidos’.

Composição com retratos antigos e fotos recentes

O Código

Desta vez, a Sofia e a Isabella trouxeram-nos duas atividades. Numa partimos à descoberta  de respostas para as questões: “Será que tem tecnologia?”, “Será que é programável?”. Numa outra atividade, foi necessário dar instruções (criar um algoritmo/código) para se conseguir realizar/validar a tarefa do nosso herói digital.

Animadoras da AC com alunos e tablets

Animadoras da AC com alunos e tablets

Esta segunda atividade exigiu muita concentração e precisão para levar a cabo a tarefa mas, com a ajuda de todos, em especial  dos mais pequenos, conseguimos ajudar o nosso herói digital.

Animadoras da AC, alunos e aluno no quadro interactivo

Obrigada, Sofia e Isabella!

E assim iniciámos o 3º Período, com muita comunicação e boa disposição com a operação Nariz Vermelho!

Doutores palhaços com guitarras, aluno e professora no corredor do hospital

 

 

 

 

 

Viagem de Esperança neste Mar que é a Vida

Frase Uma estrela vive para sempre nas nossa memórias e nos nossos corações!

“Marinheiros de Esperança”

Retrato de Fernão de Magalhães

Mapa com a rota de Fernão de Magalhães
Os nossos alunos embarcaram com os Marinheiros da Esperança, um projeto que envolve  Pediatrias do Serviço Nacional de Saúde de todo o país, e viajaram com Fernão de Magalhães na sua viagem de Circum navegação.

Aqui ficam dois dos trabalhos já realizados, esperemos que outros alunos embarquem connosco também.

Aguarela com nau de Fernão de Magalhães e mar

Desenho a lápis de Fernão de Magalhães com caravela atrás

Academia de Código

Iniciámos as atividades com a equipa da Academia de Código.

Alunos, professores e animadores da Academia

Viajámos pela evolução da tecnologia e pelo modo como ela influencia a nossa vida diária. Muito interessados e empenhados, os nossos internautas realizaram atividades interativas bem divertidas.

Alunos a utilizar tablets

Alunos a utilizar tablets

Muito obrigada, Sofia e Diogo, por nos terem proporcionado esta viagem pelo mundo tecnológico!

O Baloiço das Emoções

Neste período tivemos a oportunidade de realizar mais uma teleaula com o Clube de Tecnologia da Escola Básica Integrada da Bobadela, em que os nossos alunos  construíram um baloiço das emoções provocando um campo magnético.

Alunos da Bobadela no ecrã da escolinha

A elaboração do baloiço exigiu muita concentração, minúcia, arte e paciência dos nossos alunos na montagem do kit fornecido pelos nossos amigos.

Alunos e professora a construirem o baloiço

Com grande incentivo por parte dos alunos do Clube e seguindo à risca as indicações dadas, fomos ultrapassando as  dificuldades que foram surgindo e o resultado final valeu a pena.

Alunos e professora a construirem o baloiço e baloiço já construído

Baloiço construído

Obrigada a todos, professores e alunos do CT da Bobadela!

Estamos de Parabéns!

Imagem da Biblioteca da Escola com texto Páscoa Feliz

 

As nossas parcerias… de anos!

As nossas parcerias…

Neste post queremos salientar a importância de estabelecer parcerias duráveis com entidades externas que nos podem ajudar a desenvolver competências transversais nos nossos alunos, tanto na ciência e tecnologia como na arte e na cultura.

Ao longo destes anos, temos desenvolvido parcerias muito produtivas com a <Academia de Código_> e com a Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.

Os colaboradores de ambos os projetos têm conseguido adaptar as atividades planeadas ao nosso contexto específico. Sempre com simpatia e responsabilidade, têm desenvolvido um trabalho excecional, de continuidade e de proximidade com os alunos.

<Academia de Código_>

Segundo os autores do projeto, a <Academia de Código_> nasceu com a missão social  de preparar as crianças para uma sociedade digital através do ensino das ciências da computação.

Assumem que pretendem contribuir para que Portugal esteja na vanguarda no que respeita ao desenvolvimento do pensamento computacional e ao ensino da programação aos mais jovens.

Por isso, é com muito agrado que a Escola do Serviço de Pediatria acolhe este projeto. Os colaboradores da <Academia de Código_> conseguem sempre preparar atividades de forma a incluir todos os nossos alunos.  Ao longo das atividades desenvolvidas, os alunos demonstram empenho e interesse, ficando sempre na expetativa da próxima visita.

Aluno com computador e animadores da Academia de Código Aluno com computador e animadores da Academia de Código

À descoberta da Mitologia

O projeto À descoberta da Mitologia já nos acompanha há vários anos e tem sido muito acarinhado pelos nossos alunos.

Através deste projeto, tem sido possível conhecer aspetos da  cultura grega e romana de uma forma lúdica e divertida. As histórias da mitologia que são contadas e analisadas nestas sessões permitem-nos viajar na História ao mesmo tempo que, de uma forma simples, nos elucidam acerca de alguns aspetos da nossa própria cultura ocidental.

Professores responsáveis pelo Projeto Mitologia

Em festa, com alegria e muitos projetos

O fim e o reinício: contas feitas e projetos novos

O ano de 2018 terminou cheio de animação e com atividades muito variadas.

Procurámos promover momentos alegres e com atividades diferentes para os nossos alunos no momento das quadras festivas do Natal e Ano Novo. Não pudemos, contudo, evitar as preocupações de alguns deles com a azáfama e incerteza das avaliações…

A Guerra de Tróia

Talvez  uma das histórias mais empolgantes do mundo antigo, pelo menos para os nossos alunos, a Guerra de Tróia é sempre o ponto alto do desenvolvimento do Projeto que traz os mitos clássicos ao IPO.

A partir daqui , os nomes e as caraterísticas de diversas personagens começam a ser mais familiares.

Mais uma vez a mitologia grega arrebatou corações com a história da bela Helena!

Programar: uma linguagem a dominar

No final de ano contámos novamente com a presença da Academia de Código Júnior para nos levar no divertido caminho da programação.

Os nossos alunos adoram!

Circo é festa

E se no Natal as crianças não podem ir ao circo… o circo vai até elas! Em formato mais pequeno, claro!

O Circo das Pulgas veio ao IPO! E que habilidades faziam!

Domador do Circo de Pulgas mostra um cartaz Domador do Circo de Pulgas e públicoDomador do Circo de Pulgas com o seu circo

Festa de Natal

Finalmente, o grande dia da Festa de Natal e das múltiplas artes que a Equipa do Serviço de Pediatria descobre que consegue fazer…

Este ano foi feita uma pequena homenagem às origens dos nossos meninos. Cada região de onde são oriundos foi figurada, cantada e dançada pela Equipa.

Sentimos que os pais e as crianças apreciaram e se sentiram representados…

Professora a dançar

Duas educadoras/professoras dançam o vira O grupo a interpretar o cante alentejano Professoras/educadoras interpretam dança folclórica Educadoras/professoras em dança russa  Professoras/educadoras em dança do ventre