Educação Alimentar

A Escola do Serviço de Pediatria do IPOLFG acompanha as crianças e jovens promovendo, em parceria com as suas escolas de origem, a progressão escolar e a inclusão social e educação.
A par do desenvolvimento do currículo, fomentamos atividades de caráter transversal com as quais procuramos desenvolver a cooperação, a socialização e o conhecimento.
Um dos temas que consideramos importantes é a educação alimentar. Procuramos promovê-la a partir de diferentes recursos.


No dia 16 de outubro, comemorámos o Dia Mundial da Alimentação.
Indo de encontro ao gosto de cada aluno, promovemos a confeção fictícia de uma refeição saudável, tendo em consideração o que aprendemos com a roda dos alimentos.

Os nossos alunos realizaram o trabalho tendo em consideração que devemos comer maior quantidade de alimentos pertencentes aos grupos de maior dimensão e menor quantidade dos que se encontram nos grupos de menor dimensão.


Afinal a comida saudável… pode ser muito saborosa!
Sem esquecer, que de vez em quando, podemos fazer uns excessos!!!!



Dentro do mesmo tema, também fizemos uma TeleAula com a Escola do Hospital de Santa Maria. Uma TeleAula dinâmica e muito divertida!

Nós somos o que comemos!?

Na escola do Hospital de Santa Maria, partimos do ditado nós somos o que comemos e fomos investigar!

Explorámos a Roda dos Alimentos e construímos cartazes com os alimentos que devemos consumir e com os que devemos evitar.



Moldámos em plasticina os alimentos preferidos.

Colocámos alimentos de todos os grupos no nosso prato.

Construímos o Jogo dos Alimentos que partilhámos em TeleAulas com a escola do IPO e com o Colégio Cesário Verde.


Também recebemos a visita da Glória que nos ensinou a fazer vários origamis!


Dia da Alimentação

A nossa roda dos alimentos

Depois de semanas dedicadas ao tema da alimentação, cujo dia mundial  se celebrou a 16 de outubro, afixámos a nossa Roda dos Alimentos. Nela se incluíram curiosidades sobre os alimentos e pesquisa sobre alguns cereais.

Estudámos diferentes cereais

Desenvolveram-se outras atividades sobre esta temática. Vimos um vídeo sobre o ciclo do pão e fizemos o nosso próprio pão e compota.

Usámos farinha de trigo, água, um pouco de sal e fermento.
Ficou como não há outro! A Rosinha comeu… e não só ela!
Para a compota usámos tomate, lima e um pouco de açúcar.
E o resultado foi este! Deliciosa compota!

Participaram nestas atividades os seguintes alunos:
Adzuleika, Alécio, Alex, Cady, Delson, Diogo, Filipa, Gabriel, Glória, Keila, Madalena, Micaela, Ozório, Paulo, Rosa e Sony.

Viagem das sementes

Sementes de anona sobre mesa de madeira
Sementes de anona
Neste ano letivo de 2013 /2014, continuamos a nossa viagem das sementes no Centro de Medicina de Reabilitação de Alcoitão.
O Afonso escolheu a anona para investigar e perceber a razão por que é considerada um fruto importante na nossa dieta diária.

ANONA

Nome científico
Annona squamosa
Informações mais importantes
Fruto tropical com um sabor muito agradável e que tem características medicinais
Propriedades da anona
Rica em água, vitamina C e vitaminas do grupo B.
Rica em minerais, como por exemplo, cálcio, fósforo, ferro e potássio. É também uma fonte de hidratos de carbono, por isso fornece energia ao nosso organismo, mas engorda se for comida em excesso ou misturada com açúcar.
Como se trata de um fruto com poderes anticancerígenos, resolvemos semear algumas sementes de anona.
Deixamos algumas imagens para observarem as nossas aulas práticas e teóricas em viagem com as sementes e as plantas.

OUTRAS SEMENTES

Também semeámos sementes de fava, de citrinos e de maçãs.Transplantámos duas tangerineiras que foram semeadas no ano letivo passado.Utilizámos pinças, garrafas com as rolhas furadas que servem de regadores, lupas, sementeiras, terra e uma estufa para gerar mais humidade. A luz e o calor do sol farão o resto do trabalho.

Identificação e escolha das sementes

As várias sementes

Treinar a destreza manual

Semente de fava
E a semente em dois dias germinou a olhos vistos
Recebemos a visita de uma amiga que foi viver para o jardim do hospital
Tangerineiras
Transplante das tangerineiras
Queremos oferecer algumas das nossas plantas aos nossos colegas e professoras do Hospital Dona Estefânia. Estão interessados?

Trabalho elaborado pelos alunos André, Afonso, David, Hélder e Martim
Professores: Fernando Martins e Sónia Bártolo